quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Coilocitose



"As células envolvidas mostram pequenas áreas perinucleares, com um fino material granular, o qual aparece como uma lise da matriz citoplasmática, formando estruturas semelhantes a microvacúolos que, gradualmente, aumentam e se fusionam, finalizando com a formação de uma ampla zona clara (coilocitose). Binucleação e polilobulação foram achados constantes. Partículas virais intranucleares foram freqüentemente associadas com coilocitose. Túbulos e estruturas filamentares únicas foram também observados em coilócitos detectados em esfregaços e biópsias. Esse estudo fornece evidências posteriores de que o coilócito é o resultado de um processo caracterizado por alterações celulares próprias dos efeitos citopáticos do HPV."

Oliveira et al.. ASPECTOS MORFOLÓGICOS QUE SUGEREM A PRESENÇA DO PAPILOMAVÍRUS HUMANO (HPV) EM LESÕES DO EPITÉLIO DE REVESTIMENTO DA MUCOSA ORAL. RBPO, Texto 25. Disponível em . Acessado em 27 de agosto de 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário